Mapa 4.0

A presente pesquisa se propõe a atualizar os dados e identificar as Televisões Universitárias em funcionamento no país. A metodologia envolve pesquisa bibliográfica, busca na internet e questionário online.

 

O site
Este site foi desenvolvido com o financiamento da Universidade de Brasília (Edital DPI/UnB N° 04/2019) e o apoio da ABTU e do Observatório da Radiodifusão Pública na América Latina, da Faculdade de Comunicação da UnB (FAC/UnB).
 

Participe!

 

Envie sugestões,
dúvidas, críticas
e comentários:
mapatvu@gmail.com

 
open
Print Friendly, PDF & Email

 

PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS DA PESQUISA

 
 
Para o desenvolvimento do Mapa 4.0 foram aplicados diversos procedimentos metodológicos: pesquisa bibliográfica e documental, busca nos sites das IES e das TVUs, visita técnica em evento do segmento, entrevistas exploratórias presenciais com coordenadores de emissoras, troca de mensagens com dirigentes e envio de e-mails e de formulário onlineInicialmente, realizou-se revisão bibliográfica e documental dos mapas anteriores, além de pesquisa exploratória para identificar se as 151 TVUs listadas em 2011 estavam em atividade. Em seguida, fez-se pesquisa nos sites dessas TVs para localizar o conteúdo produzido e as informações sobre o funcionamento, como redes e canais em que estavam afiliadas.
 
Paralelamente, buscou-se descobrir novas TVs Universitárias não incluídas no primeiro levantamento. Assim, na tentativa de ampliar os números referentes ao mapa de 2011, foi realizado um contato por e-mail com IES de todo o país. Os contatos foram obtidos de uma lista de cadastro das IES no MEC em 2011, com todas as 2.365 instituições registradas naquele ano. Todavia, apenas 1.270 (53,6%) instituições tinham e-mails válidos. Da lista, apenas três e-mails foram respondidos.  Enviou-se, ainda, e-mail para todas as IES com TVUs, a partir dos dados encontrados em seus sites, mas também sem muito sucesso de respostas. Dessa lista, apenas 62 e-mails eram válidos e obtiveram-se quatro respostas. Em uma primeira etapa da pesquisa empírica nos sites das IES, foi possível localizar informações referenciais primárias (citações, link no site, descrições, página especial, site próprio e vídeos) de 94 das 151 instituições com TVs Universitárias apontadas em 2011. Dessas, foram excluídas 15 IES cujas TVUs apenas produzem conteúdo promocional. Após o envio de mais e-mails para a lista de TVUs de 2011, obtiveram-se quatro respostas positivas. Posteriormente, foram detectadas na internet mais 18 TVUs não localizadas no mapa anterior, e abriu-se investigação em 55 meios com presença nas redes sociais.
 
 
Até o início de 2019, haviam sido listadas 167 TVs Universitárias, incluindo aquelas em investigação e 26 que responderam ao questionário. As informações sobre os veículos foram formatadas com 48 variáveis: local, ano de fundação, endereços na internet, organização e categoria da IES, produção de conteúdo, formas de transmissão, afiliação, programas, entre outras. Dessas 167, foram excluídas 14 por estarem repetidas no levantamento, divulgarem apenas vídeos de caráter promocional, não terem qualquer meio de transmissão ou estarem inativas há anos no meio em que atuam: o YouTube. Depois de nova busca na internet, foram localizadas mais 24 emissoras, chegando-se ao total de 177 TVs Universitárias - por meio de pesquisas empíricas e das respostas das emissoras ao questionário online.
 
Na continuidade da pesquisa empírica, percebeu-se que algumas dessas emissoras estavam inativas ou possuíam características mais próximas de um canal de divugação institucional, não se enquadrando com WebTV. Buscou-se, então, um maior refinamento na caracterização de TVU e em propostas para a definição de WebTVU. Assim, foram adotados os seguintes critérios para a classificação de TV Universitária:

 

 

  1. autointitulação e identidade própria;
  2. produção regular;
  3. ênfase em ensino, pesquisa e extensão;
  4. caráter formador;
  5. linguagem televisiva;
  6. vinculada a uma IES (pública ou privada).
 

Quanto às WebTVUs, emissoras em atividade apenas na internet - em especial no YouTube -, passou-se a considerar os seguintes pré-requisitos:

 

 

  1. autointitulação;
  2. ativa no YouTube, com atualização frequente - pois não se trata de um mero repositório;
  3. conteúdo audiovisual não restrito à veiculação publicitária.

 

 

Dessa forma, foram excluídos 52 canais do Mapa 4.0 - por inatividade ou por não se enquadrarem nos critérios propostos. Essas emissoras continuarão a ser monitoradas, uma vez que possuem potencial para atender aos pré-requisitos propostos. Ao mesmo tempo, em novas buscas em sites das IES, a partir de pesquisas em instituições de ensino credenciadas no MEC (via e-MEC) foram localizados 58 canais com características de emissora de TV universitária, atuando, principalmente, como WebTVU. Chegou-se, então, ao quantitativo atual de 183 TVs Universitárias em atividade no país, o que representa um aumento percentual de 21,1% em relação ao último mapa. Vale destacar que a pesquisa identificou 167 IES com TVU - uma vez que há instituições de ensino com mais de uma emissora universitária.

 

A atual versão do Mapa 4.0 encontra-se, aproximadamente, 68% concluída. Ou seja, dos 8.748 itens da pesquisa (48 variáveis de 183 TVUs), quase seis mil respostas estão disponíveis no presente mapa. Nas próximas fases do levantamento será enviado novamente o questionário às emissoras, bem como se buscará manter contato via e-mail e ligação telefônica com as 157 TVUs que ainda não responderam ao questionário online.

 

Por fim, vale destacar que a produção deste site conta com o apoio financeiro da Universidade de Brasília, por meio de edital de fomento à pesquisa (Edital DPI - UnB N° 04/2019), o qual possibilitará a contratação de um estagiário para a conclusão do Mapa 4.0.

REALIZAÇÃO:

 

abtu             unb logo